Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

UM AZUL DE LUZ

4 de outubro de 2014





Passaram-se dias de mar,
Sol, brisa, coqueiros,
Flores e frutas, boa comida...
Tranquilidade.
Distância do trabalho
Distância do cotidiano
Proximidade de mim...
Intimidade.




Ler e pensar, 
Caminhar e pensar
Alguma ideia a surgir
Tímida, Intermitente,
Ouvir música e pensar,
Dormir  a  pensar
E o olhar dos outros
Insistente. 

Milan Kundera fez-me companhia
E o céu azul e branco – azul de luz!
O silêncio, a solitude...
O social convívio, alguns casais.
Poucas palavras, gentilezas,
Olhares curiosos...
Esquisita mulher, pareço?
Aproximações... Jamais!

- Mais alguém para o café?
- Está aguardando alguém?
- Só uma toalha?
- Mais ninguém?!

 
A condição de estar só
Ainda me comove
Mas não me perturba
Nem sugere revelia...
Sozinha, outras vezes,
Oh quantas já me senti 
Perdida, intimidada...
Estando em companhia.

Melhor este repouso solitário e sereno
E esta merecida solidão.










------------------------------------------------------------



Crédito Imagens: www.canstockprhotos.com.br

Nota:  As imagens publicadas neste blog pertencem aos seus autores. Se alguém possui os direitos de uma dessas imagens e deseja que ela seja removida deste espaço, por favor entre em contato com: vrblog@hotmail.com

Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio