Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

DIA DAS MÃES AFLITAS DAS FAVELAS

9 de maio de 2020


   Foto: Marco Miatelo - https://www.diariodigital.com.br


Em 10/05/2020  o 2º domingo de maio – celebramos o Dia das Mães. Fiquei curiosa de saber melhor sobre a intenção que se tinha quando foi criada essa feliz ideia comemorativa.

A primeira ideia que me vem a considerar é que, neste ano de 2020, a comemoração será certamente muito especial – não estaremos nos  Shopping Centers em busca de um presente. O que, penso eu, é uma saudável notícia, embora decorra de um malévolo e desastroso período para todos nós. A segunda é que alguns de nós precisaremos ousar e reinventar um modo de fazer chegar às mães e às avós, algo muito especial, mais criativo, que parta dos filhos e dos netos. A ideia é expressar o amor, a gratidão e homenagear a missão da mãe e da avó. Que tudo parta do coração, do afeto que lhes queremos entregar.


Uma sugestão, neste momento de tanto sofrimento, não só pelo Covid-19, mas pelo desemprego, e por inúmeras pessoas atordoadas de necessidades, é que muitos de nós, jovens e adultos, poderíamos  reverenciar esta data acudindo tantas outras mães e avós empobrecidas, nas várias situações marginais que cada um saberá descobrir.  Não será necessário que seja no domingo, mas, nesses difíceis dias de tantas mães, ao nosso redor. É sempre possível nos juntar a outros, ou apoiá-los para expressar a nossa fraterna solidariedade a essas pessoas descartadas da sociedade, nas vias marginais da cidade onde vivemos, neste triste período de tanta agonia, necessidade e desesperança.  

No resumo histórico abaixo, vê-se que o Dia das Mães da contemporaneidade, não surgiu no intuito de aumentar as vendas do comércio, como acontece no Natal, no Dia dos namorados, no Dia do professor e por aí vai. Ann Jarvs, em quem sua filha se inspirou para criar este dia comemorativo, foi respeitada e lembrada justamente por ter agido com efetivo interesse no cuidado pela subsistência das mulheres mais vulneráveis da sua região. Façamos, portanto, o que de melhor pudermos fazer, para resgatar o essencial desta data comemorativa.

---------------------------------------------

A HISTÓRIA E O SENTIDO ORIGINAL DO DIA DAS MÃES


No Brasil, o Dia das Mães tem sido celebrado desde 1932. Essa comemoração surgiu no início do século passado (1914), nos Estados Unidos. Foi idealizada por Anna Jarvis, cujo intento era homenagear a sua mãe, Ann Jarvis, conhecida por realizar projetos sociais com mulheres e soldados saídos do período da Guerra Civil Americana.

Ann Jarvis lutou para promover a melhoria da vida da sua comunidade. Foi ela a criadora dos Clubes de Trabalho do dia das Mães (Mother’s Day Work Clubs), uma instituição voltada para melhorar as condições de vida de algumas cidades na Virgínia Ocidental.  O foco dos projetos de Ann Jarvis era dar assistência às famílias empobrecidas, orientando-as para que elas tivessem boas condições sanitárias, de forma a evitar doenças.

Durante a Guerra Civil Americana (1861/1865), Ann Jarvis passou a trabalhar no socorro aos soldados feridos. Depois que a guerra terminou, Jarvis criou um clube no intuito de promover um convívio pacífico entre famílias de soldados que lutaram nos diferentes lados. Esse clube contou com o envolvimento de outras mulheres. Juntas, elas criaram o Dia das Mães pela Amizade (Mother’s Friendship Day), um dia para celebrar a paz.

Sobre o Dia das Mães
O Dia das Mães pode variar de mês a depender do país, mas são raríssimos os lugares do mundo que não o celebram. O Brasil segue a tradição norte-americana de celebrar a data no 2º domingo de maio. A tradição veio dos gregos. Eles celebravam no início da primavera a deusa Rheamãe de todos os deuses, com homenagens, cultos e presentes. Mas a oficialização desse costume veio no início do século 20, nos Estados Unidos, por insistência de uma mulher que nunca foi mãe, mas decidiu homenagear a sua com um dia para celebrar sua memória. Anna Jarvis iniciou uma campanha pelo que chamava de "Dia das Mães" em 1905, quando Ann Reeves Jarvis, sua mãe, morreu. Em 1908, ela organizou a homenagem para ela, mesmo sem a oficialização de um "feriado",  e passou a militar pela causa.
Zilda Arns - dedicada e competente médica sanitarista brasileira que se dedicou às crianças com grande espírito materno e de compromisso social.

Dia das mães no Brasil

Por influência do movimento feminista brasileiro, em 5 de maio de 1932, o Dia das Mães foi oficializado no Brasil, com um decreto do presidente Getúlio Vargas (Decreto nº 21.366), determinando-se o 2º domingo de maio para comemorá-lo. Outra conquista importante, na mesma época, foi o sufrágio universal do voto feminino, decretado também em 1932.

Anna Jarvis tornou-se crítica à comemoração do Dia das Mães ao lado da propaganda do comércio varejista. O intuito da sua proposta inicial, era que a data fosse um dia de atenção mais carinhosa e reflexiva sobre a missão das mães, e não que servisse para aumentar os lucros do comércio. Ela chegou a criticar bastante a venda de cartões feitos para a data, nos Estados Unidos, pois considerava que quem os comprava era preguiçoso demais, pois devia produzir o seu próprio cartão, com dedicatória escrita à mão. Aqui no Brasil, o Dia das Mães tornou-se a segunda data comemorativa mais importante para o comércio interno,  ficando atrás apenas do Natal.


Pesquisa de 3/04/2020,  no Brasil, nos ajuda a refletir melhor sobre esta data.

Nove em cada dez mães moradoras de favelas terá dificuldade para comprar comida após apenas um mês sem renda, o que representa 92% do total das mulheres entrevistadas, aponta a pesquisa “Coronavírus – Mães da Favela”, realizada por Data Favela e pelo Instituto Locomotiva

O levantamento foi feito em 260 comunidades em todos os estados do país. As favelas brasileiras abrigam 5,2 milhões de mães, com média de 2,7 filhos cada umaVer:
https://vazante.net/pesquisa-aponta-que-92-das-maes-nas-favelas-nao-vao-conseguir-comprar-comida/    

--------------------------------------------------------------
 Fontes de pesquisa do texto:

Silva, Daniel Neves. "Dia das Mães" -
https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-das-maes.htm

 A origem do dia das Mães https://www.bbc.com/portuguese/internacional-44062899  


Crédito das Imagens:

1. Mulheres faveladas - Foto de: Marco Miatelo
http://www.diariodigital.com.br/geral/cidade-dos-anjos-e-um-reduto-de-maes-aflitas/143922/ 

2. Mulheres faveladas - www.campograndenews.com.br

3. Anna Jarvis - https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-das-maes.htm

4. Favela - Foto de: Marco Miatelo -  http://www.diariodigital.com.br/geral -
cidade-dos-anjos-e-um-reduto-de-maes-aflitas

Nota: As imagens aqui publicadas pertencem aos seus autores. Se alguém possui os direitos de uma delas, e deseja que seja retirada desta publicação, por favor entre em contato conosco fazendo um comentário na postagem.



2 comentários :

  1. Parabéns Vanise. Excelente material de uma pesquisa voltada para o mais importante dos seres.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto! A data deveria estimular a reflexão sobre o significado da maternidade...

    As propagandas e "homenagens" veiculadas pela mídia e pelos lojistas chegam a ser irônicas. As mães são endeusadas, elogiadas, admiradas... mas essas mesmas empresas se recusam a contratar mães e a maternidade continua sendo um obstáculo no crescimento profissional das mulheres.
    Muitas vezes até se reconhece a sobrecarga da jornada dupla/tripla, mas para destacar o "heroísmo", o "sacrifício" e a "resignação" das mães. Nunca se discute que esse "sacrifício" não é voluntário. É fruto de uma sociedade patriarcal que continua impondo (e cobrando) às mulheres os serviços domésticos e o cuidado com os filhos. Cada "homenagem" que exalta o sacrifício materno reforça esse estereótipo de gênero e condena novas gerações de mulheres a seguirem interpretando o papel de "heroínas".

    ResponderExcluir

Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio