Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

A ESTAÇÃO

30 de abril de 2014






A estrada de ferro subia da capital para os sertões afora, num longo percurso de cansaço e calor. 

Na plataforma da estação havia uma menina, quase adolescente, cabelos pretos e lisos, a realçar seus traços indígenas de olhos castanho-escuros ligeiramente repuxados. Usava um amplo vestido, com saia rodada, a lhe marcar a cintura de um corpo harmonioso e bem torneado. 



As paredes da pequena e rústica estação pareciam enferrujadas pelo tempo, e contrastavam com a luminosa abóbada azulada da agreste paisagem.  Mais distante, erguia-se um casario, com duas grandes chaminés: eram os conhecidos bueiros das fábricas de doce, marca registrada do lugar, que apontavam para o céu à luz do sol empoeirado.

Era pouco o movimento local de passageiros. A menina estava só.  Aguardava a chegada do trem, para rever um amigo com quem, há algum tempo, não se encontrava. Ele havia concluído o curso médio, e dirigia-se para sua casa, no alto sertão.

Entre os dois, houvera um longo período de silêncio. A direção do colégio onde  que ela estudava, em regime de internato, não lhe repassara as cartas que ele sempre enviava, em resposta às suas, mandadas às escondidas por meio das colegas que residiam na cidade. E nem um deles chegara a saber, até então. Para ela, ele havia deixado de lhe escrever, sem dar-lhe explicações.

Fosse possível lembrar, agora, o que acontecera naquela velha estação...

À parada do trem, suas mãos teriam se abraçado sobre alguma janela do vagão? Tiveram tempo para se explicarem? Ou, quem sabe, essa lembrança seria uma nebulosa invenção, misturada às suas fantasias, sobre o que acontecera, que não fora jamais...

Hoje, na memória esgarçada de sua história, ela registra a precoce experiência da perda de um sonho, por muitos anos acalentado, e a imagem de um trem que partia devagar, devagar, devagar... Até não mais se ver.

Para onde? Para onde?...               

------------------------

Créditos Imagens:



Mulher : Arquivos exclusivos do blog
Estação:  gcnturismo.wordpress.com


Nota: As imagens publicadas neste blog pertencem aos seus autores. Se alguém possui os direitos de uma dessas imagens e deseja que ela seja removida deste espaço, por favor, entre em contato conosco fazendo um comentário nesta postagem. 

Nenhum comentário :

Deixe seu comentário:

Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio