Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

NATAL - UMA PREPARAÇÃO PARA O ANO NOVO

18 de dezembro de 2019


Recebi de uma querida amiga brasileira, que mora no México, um vídeo que registra de modo informal algumas ideias do Dr. Michael Ellis DeBakey – um dos cirurgiões cardiovasculares mais importantes do mundo, que foi pioneiro em cirurgias de pontes coronárias.

Em vida DeBakey recebeu vários prêmios internacionais. Nasceu em Like Charles (EUA), em 1908. Filho de imigrantes libaneses, seu nome de origem era Michel Dabaghi. Morreu em 2008, pouco antes de completar 100 anos.

Até o final de sua vida cuidou da educação científica e humana de seus alunos. Ainda estudante de medicina, em 1932, ele inventou uma bombinha que se tornou um componente fundamental dos respiradores artificiais, e marcou o início da era da cirurgia cardíaca aberta.

Suas palavras, ditas de forma coloquial, expressam pérolas de sabedoria, certamente aprendidas ao longo de sua vida. Poderão iluminar quem deseje aprender novas formas de viver e de se relacionar.

Dado que a proximidade do Natal e do Ano Novo significa, para alguns, um momento de abertura à reflexão – e o desejo de mudar para melhor – simplesmente reproduzimos as suas ideias. Poderão ser úteis aos mais jovens, aos medianos e, também, àqueles que, como eu, já superaram os oitenta anos.


O presente texto foi também publicado, neste espaço, em espanhol e italiano. 

-----------------------------------------------------------------


É IMPORTANTE  

MORRER VIVENDO

   
“Eu sempre disse que o ser humano deve trabalhar até à morte. O que é muito importante. Qual seria é a diferença? Você precisa trabalhar a intensidade. E, aos poucos, vai diminuindo a intensidade”.

Aos 98 anos, Dr. DeBakey ia ao hospital todos os dias, para ver seus alunos que estavam operando com o coração aberto. Mas o que ele mais gostava, era ir à unidade intensiva, no dia seguinte, para conversar com os pacientes.

– "Sabe, eu estava na sua cirurgia” - isso era muito importante para eles.

– "Estou muito feliz, você está indo muito bem" - ele lhes dizia.

Os pacientes comentavam:

– Dr. Michael DeBakey... Como é possível continuar indo para o hospital?

E diziam: "Ele não será capaz de morrer, porque as pessoas precisam dele".

Mas DeBakey explicava:

– Veja: na vida, é interessante esclarecer isso: "Eu preciso saber que estou sendo útil para os outros".

– As pessoas que começam a ter depressão, e às vezes aceleram a sua morte, é porque sentem que foram excluídas. Mas, somos nós que nos autodestruímos. O que é importante é saber encontrar como fazer sempre aquilo que nos apaixona.

Repito: ajude a sociedade civil, ajude a desenvolver melhor a sua profissão, ajude a desenvolver o que você mais gosta. Talvez você esteve dando consultoria a sete empresas, e agora está em duas. Bem, continue assim. Ou talvez você seja como eu – aos 98 anos, ainda estou em uma empresa. Devemos diminuir a intensidade, mas continuar fazendo o que nos apaixona.

Quando penso em certas pessoas... às vezes vejo que morrem aos 60 anos e os enterramos aos 80. Porque eles se excluem antes do tempo. Mas você não precisa fazer parte dessa estatística.



                                           Você precisa                                                 
                                                  morrer vivendo. 

                                           Não viver morrendo.

                                    Em verdade, há pessoas 

                                    que vivem morrendo.


Deus nos dá a todos a possibilidade de buscar coragem. E, então, você faz o que gosta, e segue em frente. Vai criando valor naquilo que gosta, e continua assim, até a morte. Nada mais...

Repito: quando não for possível fazer como antes, diminua a intensidade. E você será muito feliz. Quem tem medo da morte é o egoísta. Aquele homem ou aquela mulher que nunca pensou nos outros. Não querem morrer... porque tudo se move ao redor deles.

Para esses, tudo termina com a morte. Não serão como aqueles que deixaram seu rastro a serviço dos outros."

---------------------------------------------------------------------

Fonte do texto: Versão livre da escuta do vídeo em espanhol.

Créditos das imagens:

1. Dr. Michael Ellis DeBakey - www.pt.wikipedia.org.jpg

2. Reprodução de tela assinada por Roberto Ploeg 
    
www.robertoploeg.blogspot.com

3. Marielle Franco - reprodução 
    
https://pt.wikipedia.org/wiki/Marielle_Franco#/media/Ficheiro:Marielle_Franco.
jpg






Nenhum comentário :

Deixe seu comentário:

Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio