Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

LULA NOS BRAÇOS DO POVO FALA À MULTIDÃO EM SÃO PAULO

10 de novembro de 2019

                       Foto de Ricardo Stuckert - reprodução da Carta Capital

                                                          
    "ESTOU COM MAIS CORAGEM DE LUTAR DO QUE QUANDO SAÍ DAQUI"

  • Comentários de: Vanise Rezende


Luís Inácio LULA da Silva – o grande estadista que colocou o Brasil entre os países mais respeitados do mundo, por sua práxis conciliadora e atenta aos sinais da solidariedade humana está de volta, nos braços do povo, falando de suas necessidades, do combate às políticas devassadoras do governo vigente,  e do seu desejo de lutar, dia após dia, para que o povo brasileiro possa reconquistar sua dignidade, e volte a ter acesso amplo à educação, ao emprego, ao bem-estar e à serenidade de viver. 


Pelo canal da TVT assisti à expectativa do povo, à espera que Lula saísse da sede da Polícia Federal em Curitiba. Era emocionante ver a ansiedade dos seus familiares, amigos e correligionários políticos. Quando ele apareceu, muito elegante e tranquilo, o vimos pouco tempo na tela. A impressão que me deu era que ele estivesse voltando de uma longa viagem, durante a qual apenas pôde dar entrevistas aos jornais e TVs do mundo, mas era privado do que lhe era mais caro: a proximidade do povo.

Seu primeiro gesto foi agradecer às dezenas de pessoas que estiveram acampadas nas proximidades da sede da Polícia Federal de Curitiba, durante todo o período em que ele esteve preso.

No dia seguinte, junto aos  sindicalistas de São Bernardo do Campo, em São Paulo, Lula teve o seu primeiro momento com uma multidão certamente maior da que o viu sair para a prisão, em 7 de abril de 2018. Além dos que seguiam o seu discurso pelos canais de TVs independentes, centenas de pessoas o recebiam no Sindicato dos Metalúrgicos de de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Ali, Lula não falava mais sozinho, e nem mesmo em nome do seu partido. Bastava observar os que lhe estavam ao redor.

Além de Fernando Haddad/PT e Boulos/PSOL, estavam presentes várias mulheres combatentes na Câmara Federal, como Benedita da Silva e Gleisi Hoffman, do PT, Luciana Siqueira e Jandira Feghali, do PCdoB. Esta última, atual líder da minoria na Câmara Federal. Várias vezes o presidente se dirigiu ao deputado federal do PSOL/RJ, Marcelo Ribeiro Freixo, e a outros políticos e sindicalistas presentes, todos eles saudados com efusão pelo ex-presidente. Entre os presentes, os mais aplaudidos pela multidão foram Fernando Haddad e Boulos, ex-candidatos à Presidência da República nas eleições passadas, além da deputada Gleisi Hoffman, presidente do PT, que fez a abertura do evento.

A fala de Lula depois de denunciar que os seus acusadores estavam mentindo – trouxe à cena política pontos importantes, que certamente voltarão nas eleições legislativas de 2020. “Estou com mais coragem de lutar do que eu lutava antes”, ele afirmou. Ainda lembrou as diferentes lutas em cada país da América Latina, com suas crises e avanços, conclamando os jovens a saíres às ruas para reivindicar emprego, educação de qualidade, lazer e justiça social, afirmando que “o povo brasileiro ficou mais pobre”.

O evento durou cerca de uma hora e meia. Algumas frases de Lula foram incisivas, e anunciavam sua visão atual sobre as políticas de oposição no Brasil de hoje.  Conclamando o povo à mobilização Lula enfatizou: “Não tem ninguém que conserte esse país se vocês não quiserem consertar” – a multidão o aplaudiu demoradamente.  E esclareceu: “Um povo como vocês não depende de uma só pessoa, mas de um coletivo”.

Uma passagem elucidativa do discurso, aconteceu após a reação das pessoas quando Lula afirmou que “esse país não merece o governo que tem”. Chegaram aos seus ouvidos alguns xingamentos contra Bolsonaro, vindos da multidão. Ao que ele calmamente retrucou: “Isso não. Não precisamos dizer palavrões contra Bolsonaro, ele já é um palavrão!” E completou: “O que nós temos que fazer é não permitir que eles destruam o nosso país!” 
         
Em outra ocasião, Lula afirmou: “Eu saio daqui sem ódio. Aos 74 anos meu coração só tem espaço para o amor, porque é o amor que vai vencer neste país!”  Por fim, convocou os deputados e senadores de oposição a serem uma presença mais proativa no Congresso, lembrando que “a luta é todo dia, todo dia!”.

-----------------------------------------------

Créditos das Imagens:

1. Saída de Lula nos braços do povo, após pronunciamento em São Brnardo do Campo/SP - reprodução:  https://www.cartacapital.com.br/politica/discurso-de-lula-em-sao-bernardo-e-anuncio-de-virada-para-a-esquerda/


Nota: As imagens aqui postadas pertencem aos respectivos autores. Se algum deles não estiver de acordo com a sua reprodução neste espaço, por favor comunique-se conosco, fazendo um comentário nesta postagem. 


Nenhum comentário :

Deixe seu comentário:

Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio