Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

VELHICE - MENSAGEM DE PAPA FRANCISCO

20 de dezembro de 2016



                                                

Uma curta mensagem de Papa Francisco, por ocasião do seu aniversário  no dia 17 de novembro – revela suas intenções pessoais para os anos que ainda terá pela frente. Seus desejos poderiam se tornar um programa de vida para 2017.  
Eis o que ele falou:

"Há alguns dias me veio à mente uma palavra que me parecia feia: velhice. E  que
poderia assustar. Recordo o que me disseram: a velhice é a sede da sabedoria. Esperemos que assim seja também para mim. A velhice é vida tranquila, religiosa e fértil. Rezai por mim, para que minha velhice seja assim: tranquila, religiosa, fértil, e também divertida.”

Fiquei a pensar qual o significado desse desejo do papa para a sua vida daqui em diante, e o que também poderia significar para o nosso cotidiano viver.


Uma vida tranquila – Plenificada, calma,  distensa, sem alvoroço  nem sobressaltos, a promover serenidade e segurança.

Bom seria que as situações que provocam desassossego e tumultuam o nosso bem-estar, não fizessem parte do cardápio de nossa vida. Mas, como fazer – no rebuliço das relações engendradas pela sociedade em que vivemos – para alcançar uma posição pessoal de tranquilidade? 

A experiência ensina que a melhor prática para chegar à tranquilidade é a pessoa se manter firmemente situada no momento tangente, simplesmente no aqui e no agora. Mesmo que se viva uma situação de conflito, de doença, de perda, de desamparo.



Uma vida religiosa, espiritual Que não significa, necessariamente, uma vida de oração, de normas e de preceitos. A oração maior está em se adquirir uma visão transcendente que descobre um novo sentido para cada momento, por mais simples que seja. 

A transcendência significa dar uma dimensão espiritual às coisas mais significantes e igualmente àquelas do dia-a-dia. 

A dimensão espiritual da vida promove, em muitos, uma profunda comoção diante da dor do mundo e das necessidades dos irmãos. 

O papa Francisco nos deu testemunho, desde o início, ao cuidar que os moradores de rua, próximos do Vaticano, tivessem acesso a banheiros e lavanderia, para levarem uma vida cidadã. Também se  sabe que foi ele quem chamou a atenção do mundo para a situação dos milhares de refugiados, fugitivos de seus países em situação de conflito. 



As atitudes dos familiares e sobreviventes do desastre aéreo com os chapecoenses também nos falam de transcendência. Dona Alaíde, mãe de uma das vítimas - o goleiro Danilo - no momento em que foi abordada por um jornalista que a entrevistava, foi capaz de cuidar da dor de seu entrevistador...


Uma vida fértilrequer, em primeiro lugar, o esforço e a participação de cada um para se desenvolver de forma cooperativa e produtiva, diferente das fúteis conquistas que brotam de um "jeitinho" ou do dinheiro que se tem para usufruir das coisas que se deseja.   

Uma vida fértil sugere a geração de frutos em comunhão com os outros, imersos na cooperação fraterna do serviço. E promove partilha de talentos, de saberes, de oportunidades e de experiência, a fim de se poder construir a solidariedade econômica, política e social que gera reciprocidade.

Uma vida fértil é, ainda, a vivência testemunhal das escolhas que cada um ou cada grupo faz com suas crenças e sua ideologia. Pois só o ministério do bem-comum contém a energia vital que fertiliza o solo das relações, e produz um novo jeito de ver o mundo e de se estar nele. Esta parece ser a vida fértil de que fala Francisco. 



Por fim, uma vida divertidaMuito simbólica essa lembrança de papa Francisco ao encerrar o seu discurso. A "fertilidade" carece de relação, de cuidado e de alegria em todas as suas fases de vida. 

Para se alcançar uma vida divertida não carece viver-se de espetáculo em espetáculo. É preciso, sim, construir pontes, fazer amizades, abrir-se para o outro, buscar aliados e aprendizes da vida, companheiros de caminhada. Pois seria muito duro estar a invernar no trabalho todo o tempo. É igualmente importante buscar as carícias da primavera e o calor do verão.

Aqui, vale lembrar um dito da espiritualidade africana conhecida como Ubuntu: “sou enquanto você é”. Para tudo na vida. Mas, de modo especial para se querer bem, se alegrar e se divertir.






Assim, ao completar oitenta anos, o papa Francisco nos revela por que o seu testemunho fala de sobriedade e tranquilidade, e de uma missão profundamente fértil. Mas, ele também não esconde o seu gosto por diferentes expressões artísticas e pelo cultivo de laços de amizade. 

Que nos sirva de aprendizado esses sábios desejos de uma pessoa tão querida, dentro e fora do ambiente das Igrejas Cristãs que nesses dias celebram o Natal. 




-----------------------------

Créditos Imagens

1. A pomba da paz e Papa Francisco - www.mensagenscomamor.com.br
2. Papa Francisco no refeitória da residência onde vive -                     www.taida.web.com.br - vaticano
3. Francisco com uma criança, em uma de suas viagens - www.clicrbs.com.br
4. Dona Alaíde e o jornalista Guido Nunes, seu entrevistador -www.youtube.com
5. Duas amigas comemoram o Ano Novo - foto exclusiva deste blog.
6. Uma boa dança pra relaxar - foto exclusiva deste blog.

Nota: As imagens publicadas neste blog pertencem aos seus autores. Se alguém possui os direitos de uma dessas imagens e deseja que ela seja removida deste espaço, por favor entre em contato com: vrblog@hotmail.com

Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio