Vanise Rezende - clique para ver seu perfil

A PACIÊNCIA QUE A VIDA TEM

25 de outubro de 2014


Hoje madruguei insone e fiquei a meditar enquanto tomava um chá restaurador. Pensava como a vida nos acompanha, na sua longa e larga paciência, enquanto cada um vai se ajustando ao convite dos desígnios de Deus, ao cálido frisson dos nossos sonhos e às condições de nossos próprios limites.





A vida segue assim, como uma mãe que toma seu filho ao colo e o amamenta, depois o imerge na água aquecida com cheiro de flor e o envolve em suaves toalhas de felpos profundos e cores de brisa ao sol da manhã. Até mesmo uma mãe empobrecida – quando ainda lhe é possível ajustar as condições de sua penúria ao seu intenso amor materno – acarinha o filho no calor do seu corpo, enquanto o alimenta do leite ainda possível.


O tempo vai carregando paciente a vida da criança e, nos nossos dias, até lhe permite a carícia das longas mãos paternas, como um berço do amparo e do cuidado. Pouco a pouco a criança começa a solfejar os sons primeiros do seu falar e a ver as cores do mundo à sua volta  – chuviscos de luz e sombras, cores e tons, a aprender que os claro-escuros também fazem parte da paisagem e do viver.

O embalo do canto materno e a musicalidade das suas palavras são o anúncio de uma presença carinhosa e plena e lhe falam do sabor do amor. Seus primeiros balbucios são como versos compassados e indecifráveis na aventura da comunicação e, enquanto isso, o choro se torna a melhor expressão de suas primeiras necessidades. 



Passam-se dias e dias, noites insones, intermináveis tempos de dormir e de sonhar, para que a criança possa realizar o arranjo de suas primeiras impressões da vida e consolidar um lastro pessoal da memória sensitiva do amor. E aqui, o bem que pode ser a presença do pai na sinergia do duro serviço da criação que nos tempos passados era deixado apenas às mulheres.

No desenrolar do crescimento o carinho dos avós e dos tios, dos amigos e dos vizinhos levam a criança a descobrir diferentes mundos. Os vizinhos... Estamos vivenciando de tal forma o cultivo do individualismo  – especialmente nas classes média e alta – que infelizmente os vizinhos deixaram de ser uma presença carinhosa e útil na educação das crianças, e até mesmo na convivência social dos adultos, sempre tão salutar. As famílias de mais de dois filhos e também os mais pobres  – levados pelo exercício necessário da troca e do apoio mútuo entre eles – saem ganhando, por verem suas crianças mais comunicativas, mais solidárias e menos centradas sobre elas mesmas.

É extremamente importante ao processo educativo das crianças a convivência frequente com os filhos de amigos ou familiares da mesma idade. A escola certamente faz a sua parte na dinâmica da socialização, mas os passeios dos finais de semana e as visitas aos amigos e familiares geram oportunidades educativas de grande importância.



Assim, no caminho da aprendizagem as crianças e os jovens podem contar com a vida cheia de paciência, a lhes oferecer o tempo de aprender mais, de mudar e de crescer como pessoas saudáveis, solidárias e abertas para o outro.

Os outros, aqueles que já fizeram uma longa jornada, também aprenderam a paciência de acordar a cada dia e enlevar graças à vida porque ainda podem contemplar o crescimento das crianças, ver os filhos amadurecer, alegrar-se diante de cada aurora,  comover-se a cada pôr do sol, sonhar diante da lua cheia ou mesmo escolher a estrela que poderá ser a sua quando se for, porque os netinhos curiosos sabem muito bem que a avó ou o avô vivem ali, no coração de Deus, a descansar em paz.


------------------------

Creditos das imagens:

1 - Amanhecer - camposdetrigo.GareKing.FB.com

2 - "Retirantes" - Abelardo da Hora - foto de uma exposição no Recife - Brasil.
3 - Terceira foto: arquivo pessoal.
4 - Arc In Ciel - Foto de Julieta Leite - Arquivo pessoal.

Nota:  As imagens publicadas neste blog pertencem aos seus autores. Se alguém possui os direitos de uma dessas imagens e deseja que ela seja removida deste espaço, por favor entre em contato com: vrblog@hotmail.com


Posts + Lidos

Desenho de AlternativoBrasil e-studio